Pior bad beat da WSOP é apontada por Jack Effel, vice-presidente da série

Jack Effel

A história da bad beat durante o Big One for One Drop em 2012, conforme relatado por Jack Effel, é realmente notável e ficou marcada na história do poker. Aqui está um resumo da situação:

Durante o torneio Big One for One Drop de 2012, que apresentava um buy-in de US$ 1 milhão e era um evento de alto nível, uma mão incrivelmente rara e devastadora ocorreu na bolha do torneio. Os jogadores envolvidos nessa mão eram Cary Katz e seu oponente, ambos segurando a melhor mão inicial possível no Texas Hold'em: um par de ases (AA).

No entanto, o desfecho da mão foi especialmente cruel. Ambos os jogadores floparam um conjunto de ases, o que já é bastante incomum. Mas o infortúnio aconteceu quando uma das cartas do flop contribuiu para formar um flush. Assim, enquanto ambos os jogadores tinham um set de ases, um deles também tinha uma chance de flush.

O resultado foi que, apesar de ambos os jogadores começarem com uma mão extremamente forte, um deles acabou sendo eliminado na bolha do torneio devido ao flush formado no flop, causando uma bad beat verdadeiramente extraordinária e inesperada.

Essas situações são raras e imprevisíveis, mas fazem parte do jogo emocionante e imprevisível do poker de alto nível. Evidentemente, para os jogadores envolvidos, uma bad beat desse tipo é extremamente difícil de superar, especialmente considerando o tamanho do buy-in e a importância do torneio.

Em 18 anos que estou aqui na WSOP, eu vi todos os tipos de bad beats sick, mas acho que provavelmente a pior aconteceu em 2012 durante o primeiro Big One for One Drop de US$ 1 milhão. Cary Katz e seu oponente ambos tinham AA, e um dos A fez um flush. Isso foi na bolha do torneio, ninguém quer cair assim.​

Durante os blinds 50.000/100.000 do Big One for One Drop de 2014, Cary Katz começou a ação com um raise para 225.000 fichas, segurando o par de ases (AA) do começo da mesa. A ação continuou com folds até Connor Drinan, que também estava segurando AA, decidindo fazer uma 3-bet para 580.000 fichas. Em seguida, Katz fez uma 4-bet para 2.000.000 fichas. Drinan, por sua vez, foi all in de 4.970.000 fichas, e Katz prontamente pagou.

No showdown, os jogadores ficaram aliviados ao ver que ambos seguravam a mesma mão inicialmente poderosa. No entanto, o desenrolar da mão foi devastador para Drinan. O flop veio com duas cartas de copas, K52, o que deu a Katz um flush draw. No turn, uma carta de copas (4) apareceu, aumentando as chances de Katz de acertar o flush. No entanto, foi o river que selou o destino da mão e de Drinan, pois um 2 de copas deu a Drinan um flush, eliminando Katz de maneira extremamente cruel.

Essa sequência de eventos ilustra vividamente como o poker pode ser imprevisível e cruel, mesmo quando os jogadores começam com mãos extremamente fortes. A coincidência de ambos os jogadores segurarem AA e a forma como a mão se desenrolou, com Drinan sendo eliminado devido a um flush formado no river, torna essa bad beat verdadeiramente notável e memorável no mundo do poker de alto nível.

Avaliar o material
- material excelente
- material ótimo
- material bom
- material ruim
- material horrível
Tenho trabalhado para trazer o melhor conteúdo para vocês!
Sem comentários
Você será o primeiro a deixar um comentário
Usuários não registrados não podem deixar comentários.
Por favor, usuário ou cadastre-se.